Anticoncepcional pode prejudicar o treino?

Há uma grande discussão no mundo esportivo sobre rendimento e uso de anticoncepcionais.

Na semana passada, produzi uma matéria sobre como aliar performance e menstruação. Se você ainda não viu, clique aqui. Hoje, iremos dar continuidade com outro assunto que também gera muita dúvida.

Então… vamos quebrar os mitos.

Um estudo comparou atletas em ciclo menstrual com atletas em uso de anticoncepcional hormonal (ACH).

Resultado: não houve diferença no rendimento durante a competição.

Uma justificativa seria porque mulher em ciclo menstrual tem treino com rendimento variável, já aquelas com ACH mantém uma qualidade de treino constante. Cada caso é um caso!

Existem dezenas de combinações hormonais e cada uma possui sua particularidade endocrinológica. Os compostos podem ser formados com estradiol e um progestágeno ou apenas um progestágeno.

Ao certo:

ACH combinados:

– com o progestágeno Ciproterona diminuem a força muscular.

– com etinilestradiol (mais utilizado no mundo) podem influenciar na diminuição da testosterona livre.

-com valerato de estradiol, molécula biologicamente semelhante (existem 2 no mercado), possuem menor interferência na testosterona.

ACH apenas com progestágeno, seja o DIU ou por via oral, parecem ter um menor impacto no metabolismo, e consequentemente no rendimento físico.

Ainda assim, cada organismo interage diferente a substâncias consumidas. Dica: não teste seu corpo antes de grandes competições. Prepare-se!

Existem fatores mais importantes que devem ser considerados para melhorar a performance antes do anticoncepcional.

Agora, para estar no 1° lugar todos os pontos são importantes.

Alerta: nunca troque de anticoncepcional por conta própria. Fale sempre com o seu médico.

Texto por Dr Thales Medeiros

CRM/SC 18938 – RQE 15196

Ginecologia Endócrina

@drthales.medeiros