Qual a sua estratégia de contratação de Coaches?

O assunto de hoje é muito polêmico e isso é muito legal. Talvez você não concorde com a minha visão e isso é muito saudável porque é através de discussões que as pessoas evoluem.

Hoje vamos falar sobre a contratação dos coaches para o seu Box de CrossFit. Eu defendo muito que o coach não pode trabalhar em mais de um Box de CrossFit, pelo menos, na minha empresa, essa é a minha estratégia e vou te explicar por quê.

Não faz sentido você ter um atleta, um jogador de futebol que defenda dois times em uma competição. Nós podemos trazer isso com um olhar de competitividade por público.

Você tem alguns adversários no empreendedorismo, que nós chamamos de concorrência. Agora, reflita comigo: como trabalhar estratégias internas com a sua equipe, investir no desenvolvimento dos coaches se essa equipe presta serviço pra sua concorrência?


Fica meio complicado fazer isso. Você sabe que para construir uma empresa sólida, você precisa investir no desenvolvimento dos seus coaches, na valorização dos profissionais que trabalham com você. É imprescindível investir em cursos, incluindo os de desenvolvimento pessoal.

Então você acaba investindo um certo valor para capacitação, para desenvolver esses profissionais. E se esse coach que trabalha em outro Box coloca em prática na sua concorrência tudo que você ensina pra ele, fica bastante complicado e desleal pra você.

Eu defendo muito a bandeira de que um coach precisa ser muito bem valorizado dentro de um Box de CrossFit. Até porque, no Brasil, nós temos os professores de educação física.

Existe um órgão, o CREF, em cada estado, que faz com que essa profissão seja regulamentada. Então, para que você seja professor de educação física, é necessário ter cursado uma faculdade, pagar seu cref em dia e aí sim você é um profissional legalizado nessa área. Outro ponto é o estudante de educação física ser estagiário num Box de CrossFit.

Nada o impede de ser um Coach também que irá orientar as pessoas, fazer com que essas pessoas evoluam, mas ele é um estagiário, ainda cursa uma faculdade de Educação Física.

Aí nós temos uma questão: como você valoriza esses profissionais? Não faz sentido nenhum, para mim, que o meu estagiário também dê aula em um outro Box.

Até porque ele vai aprender alguns vícios, algumas maneiras, trejeitos que talvez não encaixem nos valores do meu Box, no posicionamento com o meu público.

Quando você tem uma equipe fechada, uma equipe única e exclusiva na sua empresa, no seu Box de CrossFit, você consegue moldá-los conforme a necessidade do seu público.

Você desenvolve ações internas pra melhorar a sua retenção, estratégias, você investe no crescimento dos seus coaches e para que isso aconteça talvez você pense que é muito complicado ter um profissional que fique só no seu Box.

Aí, você precisa começar a rever os seus conceitos. Será que é melhor você ter uma equipe de 5 ou 10 coaches que rodem a cidade inteira dando aula em vários box ou é melhor você ter uma equipe de 3 ou 4 coaches que são mais valorizados e permanecem fiéis à sua bandeira?

Isso é um ponto para você refletir. Entenda o que faz sentido para o seu modelo de negócio e o seu posicionamento como empresa e aí então, tome a sua decisão.

Uma das formas de valorizar quem trabalha com você é criar um meio de crescimento dentro da sua empresa, uma forma de o seu coach vislumbrar uma carreira dentro da empresa. Tenha metas e, com essas metas atingidas, o coach passa a ganhar mais, a ser mais valorizado.

Então é isso que vai criar maneiras de você desenvolver um plano de carreira para que esse coach desenvolva mais aptidão, mais vontade de se entregar para o seu Box e fazer um trabalho cada vez melhor.

Algo muito importante para se atentar, e essa é uma dica universal: não olhe só o currículo do coach que você vai contratar. Não foque só em quantos cursos de LPO ele tem, de ginástica, se tem level 1, 2, 3 ou 4. Só isso não importa.

Você precisa saber quem é essa pessoa. Quais são os valores dessa pessoa. O que ele vai transmitir para os seus clientes. Será que ele tem um bom atendimento, uma boa oratória?

Será que ele vai conseguir gesticular, transmitir uma informação com eficiência, com clareza? Os valores desse profissional são os mesmos valores da sua empresa?

Tudo isso precisa ser avaliado. E quanto mais você ajuda esse coach a se desenvolver, quanto mais você molda esse coach, melhor ele vai se tornar e mais a sua empresa tem a ganhar!

Essa é a minha forma de contratar e como eu encaro a exclusividade da minha equipe.

Reflita sobre isso e como isso se encaixa na sua realidade, na sua empresa.

Qualquer dúvida, manda uma mensagem e me diz o que você achou!

Abraço,

Daniel Boico