Vitamina D pode ser uma aliada para tratamento da TPM

Aproximadamente 75% das #meninasadolescentes apresentam alguns distúrbios menstruais.

O sangramento menstrual intenso, doloroso, irregular e retardado são as principais razões de complicações como: variação de humor, irritabilidade, fadiga, cefaléia e cólicas abdominais, esse fenômeno é conhecido como síndrome pré-menstrual (TPM).

Estudos epidemiológicos relatam que 80 a 90% das mulheres “experimentam” a #TPM, sendo que esta reduz significativamente a qualidade de vida.

#vitaminaD tem um papel crucial na reprodução feminina, possivelmente através de seus efeitos sobre a homeostase do cálcio, nas flutuações hormonais sexuais e na função neurotransmissora.

O receptor de vitamina D é expressado também no tecido ovariano, no endométrio, nas células epiteliais da tuba uterina e na placenta. Em um estudo prospectivo na Nurses ‘Health Study II (NHSII), 2005.

Uma alta ingestão de vitamina D foi relacionada a um risco 41% menor de TPM. 


O estudo publicado avaliou em 897 adolescentes a suplementação de vitamina D de 50.000UI/semana por nove semanas e encontraram também uma associação positiva com a redução na incidência de vários sintomas da TPM, assim, é fundamental avaliar a ingestão da vitamina D.

Converse com o seu nutricionista.

Abraço,

Rodrigo Moreira